O que é a Confirmação?

O que é a Confirmação?

A Confirmação na Bíblia e na história da Igreja

Você já se perguntou o que é a Confirmação na trajetória da fé cristã? Este sacramento, embora não explicitamente nomeado na Bíblia, encontra suas raízes nos Atos dos Apóstolos. Era um momento em que os apóstolos impunham as mãos sobre os fiéis, invocando o Espírito Santo sobre eles. Historicamente, a Confirmação evoluiu na Igreja, tornando-se um rito de passagem significativo, um momento de amadurecimento na fé.

Este sacramento, durante séculos, simbolizou a transição da infância espiritual para uma participação mais ativa e consciente na vida da Igreja. Mas, como é a Confirmação na prática? Nos primórdios, era realizada imediatamente após o Batismo, um costume ainda presente em algumas tradições orientais. Com o tempo, no entanto, a Igreja Ocidental passou a administrá-la mais tarde, normalmente na adolescência. Esta mudança refletiu o entendimento de que a Confirmação era uma afirmação pessoal da fé recebida de forma passiva no Batismo.

Rito da Confirmação

A cerimônia da Confirmação, um ponto alto na vida de qualquer cristão, é marcada por ritos simbólicos e profundamente espirituais. Embora possamos nos perguntar quanto tempo dura a Confirmação, o tempo físico é o menos importante. O que realmente importa é a transformação espiritual que ocorre neste breve, mas eterno momento.

Confirmação

O rito começa com a apresentação dos confirmandos, jovens ou adultos preparados para reafirmar seu compromisso com a fé cristã. Esta apresentação não é apenas um formalismo; simboliza a prontidão e a vontade dos indivíduos em dar um passo adiante em sua jornada espiritual. Eles são chamados pelo nome, destacando a importância da individualidade na comunidade de fé.

Em seguida, ocorre a homilia, onde o bispo ou celebrante aborda diretamente os confirmandos, partilhando palavras de encorajamento e orientação. Este discurso é essencial para preparar o coração e a mente para o recebimento do sacramento. O bispo, representando a continuidade apostólica, conecta os confirmandos à rica história e tradição da Igreja.

O momento central do rito é a imposição das mãos e a unção com o óleo do Crisma. O bispo estende suas mãos sobre os confirmandos, invocando o Espírito Santo. Esta ação tem raízes apostólicas, simbolizando a transferência de dons espirituais. A unção com o óleo, marcando a testa do confirmando com o sinal da cruz, é um sinal visível de consagração e fortalecimento na fé.

Cada confirmando é chamado individualmente para receber a unção, acompanhado de seu padrinho ou madrinha. Este é um momento de grande emoção, marcando uma renovação dos votos batismais e um compromisso reforçado com a vida cristã. Após a unção, segue-se a Liturgia Eucarística, onde todos participam da comunhão, reforçando a unidade com Cristo e a Igreja. O rito da Confirmação, embora breve, é uma jornada de fé condensada em momentos de intensa espiritualidade e comunhão, deixando uma marca indelével na vida dos fiéis.

Efeitos do sacramento da Confirmação

Quando falamos dos efeitos do sacramento da Confirmação, entramos em um território de profunda transformação espiritual. A pergunta quem dá a Confirmação nos leva a refletir sobre a presença do Espírito Santo neste ato sagrado. Na maioria das vezes, é o bispo, simbolizando a unidade com a Igreja, que administra o sacramento, embora padres também possam fazê-lo em certas circunstâncias.

Este sacramento fortalece a graça recebida no Batismo. É como se, no Batismo, recebêssemos a vida nova em Cristo e, na Confirmação, ganhássemos a força para viver essa vida plenamente. A Confirmação nos enraíza mais firmemente na filiação divina, uma conexão que transforma a nossa identidade e nossa relação com Deus e com o mundo.

Confirmação

Ao sermos confirmados, somos mais intimamente unidos a Cristo. É uma união que não apenas nos chama para sermos seguidores de Jesus, mas também co-herdeiros com Ele, compartilhando na missão de levar o amor e a verdade de Deus ao mundo. Esta união é fortalecida e renovada, dando-nos coragem e sabedoria para enfrentar os desafios da vida cristã. Os dons do Espírito Santo, como sabedoria, entendimento, conselho, fortaleza, conhecimento, piedade e temor de Deus, são aumentados em nós. Estes dons são essenciais para uma vida de fé ativa e frutífera. Eles nos ajudam a discernir e a agir de acordo com a vontade de Deus, a enfrentar as adversidades com esperança e a viver a fé de forma autêntica e apaixonada.

Por fim, a Confirmação nos une mais perfeitamente à Igreja. Ela reforça nosso papel como membros ativos da comunidade cristã, chamados a testemunhar a fé, a servir os outros, e a participar na missão apostólica da Igreja. Este sacramento é um convite à ação, impelindo-nos a viver a fé não apenas em palavras, mas em atos de amor e serviço. Em suma, a Confirmação é um sacramento de empoderamento espiritual, um passo adiante na jornada de fé, onde nos tornamos mais profundamente enraizados em nossa identidade cristã e mais capacitados para o testemunho e serviço.

Quem pode receber este sacramento?

A resposta à pergunta quando é a Confirmação e quem está apto a recebê-la revela a universalidade e a acessibilidade deste sacramento. De acordo com a tradição da Igreja, a Confirmação é aberta a qualquer pessoa batizada que ainda não tenha recebido este sacramento. Embora tradicionalmente administrada a adolescentes, não há limite de idade para recebê-la. Adultos convertidos ao cristianismo, especialmente aqueles que se preparam para receber os sacramentos da iniciação cristã na Vigília Pascal, também são candidatos a este sacramento.

O pré-requisito crucial para a Confirmação é o Batismo, pois a Confirmação aprofunda e fortalece as graças batismais. É um passo adicional na jornada de fé, que começa com o Batismo e é nutrida pela Eucaristia. Para aqueles que se convertem, a Confirmação é muitas vezes recebida junto com o Batismo e a Primeira Comunhão, completando sua iniciação na fé cristã.

A preparação para a Confirmação envolve mais do que simplesmente aprender sobre os ensinamentos da Igreja. É um tempo de formação espiritual, onde os candidatos são encorajados a refletir sobre sua fé pessoal e o papel do Espírito Santo em suas vidas. A catequese é um componente essencial deste processo, proporcionando uma compreensão mais profunda do que significa viver como um cristão.

Em muitas dioceses, há também um requisito de serviço comunitário, destacando a conexão entre a fé e a ação. Este aspecto do preparo para a Confirmação enfatiza que ser confirmado não é apenas um rito de passagem pessoal, mas um compromisso de viver a fé de maneira ativa e servir aos outros. Portanto, a Confirmação está aberta a todos os que buscam crescer em sua relação com Deus e assumir um papel mais ativo na vida da Igreja. É um convite a uma fé mais profunda e a uma participação mais plena na comunidade cristã.

Padre Mateus Ferreira da Silva

Padre Mateus Ferreira da Silva nasceu em 20 de abril de 1981 em Recife, Pernambuco. Filho de João e Maria da Silva, ele cresceu em uma família humilde e profundamente religiosa. Desde cedo, Mateus demonstrou um interesse especial pela fé católica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *